Hora de começar o cenário

For English, click here

Bom dia Pessoal,

Isso mesmo, é hora de começar o cenário …

No fundo, esta foi uma hora que sempre temi pois seria minha primeira vez. Mesmo já tendo assistido inúmeros vídeos no YouTube para aprender olhando, na hora de colocar as mãos em papel, gesso, tintas e colas sempre tenho um calafrio na coluna ainda mais que não posso me dar o luxo do desperdício.

No início de julho deste ano passei 4 dias observando e analisando todo o projeto buscando responder uma simples pergunta: por onde começar ? Onde começaria meu primeiro cenário ? Deveria ser um local que fosse fácil de corrigir caso algo não saísse como planejado mas também deveria ser possível eu aplicar tudo que havia aprendido nos vídeos do YouTube e nas dicas de profissionais experientes no assunto que havia conhecido recentemente. Havia vários pontos por onde eu poderia começar mas um em especifico sempre me chamou a atenção: a primeira rampa do trecho de longa distância logo à esquerda da estação principal composto de duas vias em um aclive/declive de 2,5% representadas nas fotos abaixo pelas duas vias mais a esquerda:

DSC04958

Para se ter uma idéia de como ficaria uma parede rochosa eu utilizei gaze simples colocada de forma aleatória. Abaixo esta a vista superior do local escolhido e pode-se ver também a gaze depositada bem ao lado das duas vias paralelas. Há também um esboço de estrada que ficará ao lado de um entreposto de cargas.

DSC04959

A lateral do projeto é uma placa de madeira compensada recortada para simular o corte transversal de um morro mas a parte de traz estava aberta, como não haverá acesso pela parte de trás e toda a parte de trás ficara encostada na parede, resolvi fechar com uma placa de isopor de 30 mm também recortada para simular o corte transversal de um morro:

DSC04974

A região delimitada pelas duas vias paralelas, pela placa de isopor e pela placa de madeira compensada foi preenchida com folhas de jornal amassadas e presas com fita adesiva na placa de isopor, na placa de madeira compensada e na base dos trilhos. Os trilhos foram em seguida cobertos com sacos plásticos para protegê-los de eventuais gotas de gesso:

DSC05088

Antes de aplicar a gaze gessada, eu cortei pedaços de gaze e depositei sobre a fita adesiva que cobre as folhas de jornal amassadas no tamanho mais ideal possível, assim eu poderia ter certeza de que a área seria devidamente coberta:

DSC05108

Aplicar a gaze gessada é fácil, basta mergulhar os pedaços de gaze em água e depositar os pedaços sobre a área a ser coberta, aqui eu tingi a água com corante marrom mas simular terra:

dsc05117

Depois que todos os pedaços de gaze foram depositados, eu pincelei toda a área com um pouco mais de água para homogeneizar a superfície e eliminar as junções dos pedaços de gaze:

dsc05118

Na foto abaixo temos em detalhe um pequeno morro bem ao lado das duas vias paralelas:

dsc05119

Logo em seguida executei o mesmo procedimento para a parte interna das duas vias paralelas: 1o. amassar folhas de jornal e aplicar de forma aleatória:

dsc05159

2o. Cobrir com fita adesiva:

dsc05161

3o. Recortar pedaços de gaze gessada e depositar sobre a superfície a ser coberta:

dsc05164

4o. Mergulhar a gaze gessada em água com corante e aplicar sobre a superfície a ser coberta:

dsc05176

No dia seguinte aproveitei os raios do sol das primeiras horas da manhã e registrei um momento no qual uma composição de vagões de passageiros descia a montanha:

dsc05187

A partir deste ponto o próximo passo é aplicar uma fina camada de gesso com corante para cobrir os furos da gaze gessada e esculpir um pouco a superfície. Após a aplicação do gesso com corante, a superfície estará pronta para receber os detalhes do cenário como rochas, grama, arbustos e árvores.

 

Acompanhem também minha página no Facebook.

Sobre Eric Paul

Eric Paul, engenheiro, administrador de empresas, amante de ferromodelismo e arqueiro desde 2009 na categoria recurvo adulto filiado ao Clube Ibirapuera de Arco e Flecha (C.I.A.F.) e a Federeção Paulista de Arco e Flecha.
Esse post foi publicado em Técnicas e marcado , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s